Quando eu estava completando 9 semanas, fiz um exame chamado sexagem fetal (esse exame busca um cromossomo Y, caso ele exista, é o bebê é um menino). Agora, com quase 18 semanas, o resultado foi confirmado.  É menina!!!

Meu primeiro impulso foi pensar: “Caramba! Mulher!”
Meu segundo impulso foi pensar:  “Mulher é foda!”
Meu terceiro impulso foi: “Chorar!” Hahahaha

Devem pensar: Por que tanta emoção?

Eu sou declaradamente feminista. Tenho orgulho de ter nascido mulher e tenho muito orgulho de ter críticas voltadas para a sociedade que vivo. Uma filha é sinônimo de um possível legado, podendo assim agregar algo para o mundo, buscando cada vez mais igualdade.

Hummm, e se fosse um menino? Nã teria legado?

Sim… creio que sim! Mas sinto nas mulheres, uma força natural de contemplar a vida, visando melhorias e zelando pelo bem-estar (fui machista? Hahahaha).
Se vejo isso nos homens? Sim, vejo!!! Mas para mim, as mulheres são -diariamente- mais fortes 🙂

Posso estar sendo tendenciosa, mas por pertencer a um grupo de “minoria” e viver “desigualdades” explícitas de gênero, gosto de ver de perto a força de vontade dessa mulherada. Gosto de pensar que ainda temos muito para conquistar e que a minha diferença (o meu legado) está sendo gerado em meu ventre.

Então… me emociono de pensar que… vai nascer mais uma feminista \o/

 

Advertisements